domingo, 13 de agosto de 2017

A felicidade nas pequenas coisas

Meu final de semana foi maravilhoso!
Participei de um grande banquete espiritual, as impressões que ficaram no meu coração vão me acompanhar por muitos anos.
Seguindo o quadro de todos os domingos que eu explico aqui quero compartilhar uma das mensagens para a nossa reflexão:



"Muitas vezes somos como certo jovem comerciante de Boston, que em 1849, segundo conta a história, foi contagiado pelo fervor da corrida do ouro na Califórnia. Ele vendeu tudo o que possuía para tentar a sorte nos rios da Califórnia, que lhe disseram estar repletos de pepitas de ouro tão grandes que dificilmente podiam ser carregadas.
Dia após dia, numa rotina interminável, o jovem mergulhava sua peneira no rio, que voltava vazia. Sua única recompensa era uma pilha cada vez maior de pedras. Desanimado e sem dinheiro, ele estava prestes a desistir, até que, um dia, um garimpeiro velho e experiente lhe disse: “É um belo monte de pedras esse que você está juntando aí, meu rapaz”.
O rapaz respondeu: “Não há ouro aqui. Vou voltar para casa”.
Aproximando-se da pilha de pedras, o velho garimpeiro disse: “Oh, há ouro aqui, sim. Você só tem que saber onde encontrá-lo”. Ele pegou duas pedras e bateu uma na outra. Uma das pedras rachou revelando vários filetes de ouro brilhando ao sol.
Percebendo a bolsa de couro carregada, presa à cintura do garimpeiro, o jovem disse: “Estou à procura de pepitas como as de sua bolsa, e não apenas minúsculos filetes”.
O velho garimpeiro estendeu a bolsa para o rapaz, que olhou dentro dela esperando ver muitas pepitas grandes. Ficou surpreso ao ver que a bolsa estava cheia de milhares de filetes de ouro.
O velho garimpeiro disse: “Filho, parece-me que você está tão ocupado procurando pepitas grandes, que está deixando de encher sua bolsa com esses preciosos filetes de ouro. O acúmulo paciente desses pequenos filetes me trouxe uma grande riqueza”.
A mensagem completa você encontra aqui
Quantas vezes ficamos tão obcecados por grandes conquistas que esquecemos dos pequenos momentos do dia-a-dia?
Como mãe, e com todos os afazeres, confesso que  muitas vezes isso acontece comigo.
Que tal, nessa semana, aproveitar-mos melhor as pequenas alegrias e praticar mais a gratidão?
Bom domingo!
Sigam nossas Redes Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixa um comentário! Beijos